Batalhas no Rio Grande do Sul

Fala povo!

Esta semana é de grande valia para quem gosta do bom futebol, em especial, para os torcedores da dupla, tudo isso porque as equipes vermelha e azul enfrentam duas outras equipes de forte expressão.

Do lado azul, o Grêmio terá de enfrentar o Santos em partida valida pela Copa do Brasil, que até o momento é dito pela mídia em geral como o melhor time do Brasil, porém, o que temos para analisar com certeza e verdade é que o embate é protagonizado pelos dois melhores ataques do Brasil.

Grêmio de Victor contra o Santos de Robinho

O vencedor da partida se classifica para enfrentar o vencedor entre Vitória e Atlético Goianiense, e há quem diga que Grêmio e Santos é uma final antecipada para o campeonato,  talvez esquecendo que esses times menos conhecidos são uma encrenca na Copa do Brasil.

Do lado vermelho, temos um grande confronto que já está gerando rivalidade, desta vez pela Copa Libertadores da América. O Internacional enfrenta novamente o Estudiantes, time de Verón, que está forte na competição e segue também forte no campeonato argentino. Há também quem diga que seria uma final antecipada, mas como já não considero a partida entre Grêmio e Santos uma final, muito menos a do Inter, que é uma partida de quartas-de-final.

Internacional de Walter pega o Estudiantes de Verón

Pior que na foto, é o Verón mesmo, haha.

Enfim, o fato é que a dupla traz dois grandes times, ambos em bons momentos e em duas grandes competições, para jogar em Porto Alegre. Esta é uma semana em que veremos jogar, além dos craques da dupla, Robinho, André, Ganso, Verón, Benítez e Boselli, então, com certeza será uma semana de grandes emoções.

Como a dupla joga em casa a partida de ida, ambos terão de enfrentar a segunda no estádio adversário, precisando desta forma não tomar gols, para que tenham uma boa vantagem e consigam administrar bem a vitória na casa adversário, pois não será fácil.

Já pelo Campeonato Brasileiro a dupla não satisfez.

O Grêmio, jogando com um time reserva/misto, empatou com o Atlético Goianiense em 0 a 0, com grande atuação do goleiro Victor. Apesar de um empate fora de casa não ser um jogo de resultado totalmente ruim, o Atlético GO jogou com um time mais reserva ainda que o time do Grêmio, e isso não poderia ser problemas para a vitória do Grêmio.

O Internacional, jogando com apenas 2 titulares, perdeu para o Cruzeiro, que estava com um número maior de titulares, por 2 a 1. É um resultado complicado, uma derrota em casa para um time que é forte candidato a título no brasileirão. Um jogo de 6 pontos, no jargão popular, mas um resultado esperado, visto que o Inter atuou com muitos reservas que não vinham jogando, sem ritmo de jogo e sem entrosamento. Pessoalmente, não consigo entender a tática da direção colorada, mas isso é assunto para outro post, hehe.

No mais era isso, teremos duas grandes batalhas essa semana.

Porto Alegre deve rugir.

Saudações coloradas.

Classificação na raça

Ontem a noite o Inter deu mais um passo rumo a conquista do bi-campeonato ao garantir vaga nas Quartas-de-Final da Libertadores ao derrotar o atual campeão argentino Banfield por 2×0.

No primeiro jogo a vitória foi argentina por 3×1, num jogo muito polêmico com uma arbitragem muito equivocada. Diante deste placar o Inter teria que vencer por dois gols de diferença, dentro de sua casa.

Durante a semana o técnico Jorge Fossati foi alvo de todas criticas e toda a mídia estava relacionando sua permanência no comando do time com o resultado da partida,  declarações polêmicas do preparador físico esquentaram ainda mais os dias que precederam o jogo decisivo.

Todas as dúvidas, desconfianças e o receio ficaram para trás quando a bola rolou. A proposta do Inter era pressionar e marcar o primeiro gol o mais rápido possível, uma vez que um gol dos argentinos iria complicar bastante a situação. O time produzia no meio campo mas não conseguia ser efetivo na frente, ora perdiam a bola para a zaga ora desperdiçavam com um lançamento equivocado.

O time do Banfield veio para se defender e quando pegava a bola, ou dava um balão em direção a área contando com um erro da zaga ou ficavam jogando pelas laterais até que perdiam a bola e se fechavam para suportar a pressão colorada.

Aos 10min D’Alessandro acertou uma bola na trave num chute forte de fora da área mas nada de mais perigoso acontecia, houve um cruzamento para a área e Walter cabeçeou para fora, o Inter criava mas ainda não era efetivo.

Se o Inter não conseguia marcar seu gol o Banfield muito menos, teria uma chance em um lance polêmico em que num cruzamento a bola bateu no braço, que estava para cima, de Alecsandro dentro da área mas nem o bandeira nem o juíz marcaram nada.

No final do primeiro tempo, D’Alessandro, que já era o melhor em campo, numa bela jogada deixou Andrezinho na frente do gol e este fez o passe para Alecsandro empurrar para o fundo das redes, Inter 1×0 Banfield. O Inter foi para o vestiário aliviado e com meio caminho andado.

No segundo tempo a equipe de Jorge Fossati não foi diferente e continuou pressionando, o segundo gol era questão de tempo. Aos 12min do segundo tempo a bola foi alçada na área e o loco Walter se antecipou a zaga e testou para o fundo das redes.

A torcida e o time entraram em êxtase e continuaram a dominar a partida, o Banfield não criava e não levava perigo ao time colorado a zaga bloqueava todos avanços e dava tranquilidade para o restante da equipe.

O grande nome do jogo foi D’Alessandro, Nei fez uma grande partida ao lado de Sandro que jogou acima do que vinha apresentando, Andrezinho foi fundamental e a zaga também jogou muito bem também e não comprometeu. O ataque, apesar de fazer os dois gols necessários, ainda não está bom, pois pelo que o meio campo produziu deveriam ter marcado mais gols.

Agora é Estudiantes, peleia braba!

Ao menos com a classificação e a garantia da continuidade no cargo Jorge Fossati tem uma semana para ajeitar o time, uma vez que jogará com time misto na estréia do Brasileirão diante do Cruzeiro. O Inter tem que arrumar a casa e organizar o time para lutar pelo bi-campeonato continental, chances tem, mas o caminho não é fácil.

Centroavante marcou o primeiro gol da vitória colorada

Fonte: ClicRBS

Classificação

Beem Amigos!

Ontem o Grêmio confirmou a crescente e venceu o Fluminense por 2×0 no Estádio Olímpico.
Muricy veio com o time aberto, era tudo ou nada. Silas mudou o time como antecipou não se fechou e explorou a lateral direita adversária que estava desfalcada. Surpreendeu ao colocar Hugo no lugar de Leandro, que vinha se dedicando e lutando muito, sendo citado como “exemplo de jogador” apesar de suas atuações limitadas. Hugo vinha de boa atuação no Gre-Nal mas ainda assim não estava era uma afirmação, Silas optou pelo time com Ozéia e Rafa Marques na zaga, Mario ficou na lateral direita.

A proposta do Fluminense era atacar o tempo inteiro, levar perigo ao gol do Grêmio, obrigar Victor a se consagrar mais um pouco mas não foi o que aconteceu.
O tricolor carioca, no primeiro tempo, dominou o meio campo mas quando chegava na frente da área era desarmado, ótimas as atuações de Rafa Marques e Ozéia.
Durante a semana, em todas entrevistas, o time do Grêmio pregava respeito e mostrava que não tinha o jogo como “jogo jogado” e foi assim mesmo que o time se comportou, Silas não se intimidou com o ofensivo 4-3-3  de Muricy. No primeiro tempo não teve muitas chances, o jogo ficou resumido no controle do meio campo por parte do Fluminense e no desarme dos zagueiros Gremistas, quando tentavam ligar o contra-ataque erravam o passe ou a zaga carioca se antecipava.

No segundo tempo, Silas voltou com Leandro no lugar de Borges e Joílson no lugar de Mario Fernandes, na parte que eu estava da torcida, senti uma certa hostilidade pelas alterações, sendo julgadas precipitadamente pois no segundo tempo com a entrada de Leandro, jogando ora como atacante ora como meia, o Grêmio tomou conta do meio campo. Aí era questão de tempo até sair um gol, e numa bela jogada do promissor lateral esquerdo Neuton a bola sobrou para Hugo que mandou uma “bomba” em direção ao gol, sem chances para o goleiro, Grêmio 1×0 Fluminense.

Adiante, o Grêmio seguiu controlando a partida e numa cobrança de falta, houve desvio para dentro da pequena área e Jonas só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes, Grêmio 2×0 Fluminense.

Não posso esquecer de exaltar a grande atuação de Fábio Rochemback, dedicação total e muita briga no meio campo. Joílson que é bastante limitado jogou bem, Adilson fez também uma boa partida, Douglas esteve apagado, Victor nem trabalhou, em resumo, uma boa partida do Grêmio, que vem crescendo na hora certa.

O grande destaque foi Hugo, muitos falam que não é titular, que não jogou o que estão dizendo, mas discordo, acompanhei o jogo no estádio e vi um meia muito competente, apoiando e marcando, voltando sempre e não deixando espaços no setor esquerdo. Está conquistando seu espaço no time, mas ainda não fechou com Silas mas em outro momento escrevo sobre isso.

E poderia ter sido mais, se não fosse a atuação ridícula do, “carequinha” , Heber Roberto Lopes. Marcando todas faltas para o Fluminense e poucas para o Grêmio quando na maioria das vezes o bandeirinha dava sequência a jogada e o apitador parava o jogo, sem falar nos dois penaltis que não foram marcados. Um sobre Neuton quando entrou na área com chances de cruzamento e arremate e foi parado com carrinho, o outro foi num toque de mão dentro da área que só ele viu fora.

São engraçados esses sorteios para escolha do trio de arbitragem, coincidentemente, quando o Grêmio está em ascensão e tem um jogo decisivo, quem é “sorteado” é o Heber.

No mais é isso, Grêmio e Santos farão a tal “final antecipada” e são, no momento, os dois melhores times do Brasil em termos de aproveitamento. A CBF até então fazia o sorteio no dia do jogo, desta vez deixou para hoje, as 14hrs. Que coisa não?!

Enfim, vamos Grêmio, contra tudo e contra todos! Jamais nos matarão!

Curiosidade: Sabiam que os quatro semi-finalistas são campeões estaduais 2010?

Hugo, melhor jogador da partida

Fonte: ClicRBS

Quartas-de-Final – Grêmio x Fluminense

Beem amigos!
Hoje é dia de decisão Copa do Brasil!

Grêmio e Fluminense medem forças para decidir quem enfrentará o vencedor de Atlético-MG x Santos.
O tricolor gaúcho joga com vantagem, conquistou um ótimo placar na semana passada, 3×2. Com isso o tricolor carioca precisa vencer por no mínimo dois gols de diferença, lembrando que  repetindo o resultado da primeira partida, teremos decisão nos penaltis.

A grande dúvida no Grêmio é quem vai jogar na lateral direita, Silas, ontem, confirmou Mario Fernandes no time, mas não a sua posição. Podemos ter a zaga com Ozéia e Mario Fernandes, com Joílson pela direita, outra opção seria colocar o garoto na direita e jogar com Ozéia e Rafa Marques na zaga.

Na minha opinião, deveriamos começar com Joílson na lateral e Mário na zaga, uma vez que Joílson é jogador mais defensivo, podendo anular os avanços de Conca pela esquerda e numa situação ruim, poderia colocar Rafa Marques no lugar de Joílson e deslocar Mario para a direita, dando assim mobilidade para reverter algum revés.

Grêmio não conta com Ferdinando lesionado, e William Magrão que recebeu o terceiro amarelo, assim sendo quase automática a entrada de Fábio Rochemback no seu lugar.

O substituto de Mariano na lateral direita declarou que se preciso irá apelar para faltas, então, o negócio é mandar o Douglas e o Neuton pra cima deles! Apostando depois nas bolas aéreas alçadas na grande área.

Muricy vem de 4-3-3,  jogando com Conca de armador e Wellington Silva como atacante, porém mais recuado, auxiliando na construção das jogadas. Se o Silas conseguir anular o Conca, e colocar alguém em cima do Wellington, acabou a chance do Fluminense fazer algo. Muricy arrisca ao jogar sem um meio campo consistente mas, é o que lhe resta.

Provável time do Grêmio:

Victor; Joílson, Ozeia, Mário Fernandes e Neuton; Adílson, Rochemback, Douglas e Leandro; Jonas e Borges

Provável time do Fluminense:

Rafael; Thiaguinho, Gum, Digão e Marquinho; Diguinho, Everton e Conca; Adeílson, André Lima e Wellington Silva.

OBS: Existem especulações de que além do interesse do Inter em Diego Souza, o Grêmio também estaria entrando na parada querendo o retorno do meia. Não descarto a possibilidade, pois pode haver uma negociação com Rochemback, o que tornaria bem possível questão salarial.

OBS2: Há informações de que o Inter irá anunciar Tinga no final de semana. Amanhã tem jogo decisivo e Fernando Carvalho prometeu Fossati no Brasileirão. E agora amigos?!

Meia pode estar voltando para o futebol gaúcho

Saudações Tricolores

Pietro Perini

A volta! Grêmio x Fluminense

Beem amigos!
Estamos de volta!

Depois de um tempo volto a vós escrever, andei sem vontade, sem motivação, mas agora acredito que consiga dar continuidade aos posts.

Vamos voltar a disponibilizar os links para os jogos da Copa do Brasil, Libertadores e Brasileirão. Acompanhe aqui, AO VIVO, o classico que definirá o grande campeão do Campeonato Gaúcho!

Ontem, Grêmio x Fluminense duelaram pelas Quartas de Final da Copa do Brasil, um jogo disputado, com bastantes gols, cinco no total, deu Grêmio 3 x 2 Fluminense.
Na última hora surgiu a notícia de que Fred não jogaria, o jogador teria sentido dores intensas na região abdominal e ficaria fora da partida, a suspeita era de apendicite. O Fluminense que já não contava com o principal jogador do meio campo, Conca, ficara mais fragilizado, agora que jogava sem seus dois principais jogadores.
No lado do Grêmio, Silas não contou com Mário Fernandes, sentindo dores em ambos os ombros e sem o “titular” Ferdinando lesionado. Estreia de Ozeia como titular no lugar de Mário e no lugar de Ferdinando jogou o instável Adílson.

Vejo como grande destaque da partida, Borges. Não houve nenhuma bola que ele não dominou e fez com excelência a função de pivô. Jonas jogou muito, Douglas conseguiu armar o time muito bem mesmo sendo marcado fortemente pelo volante Diguinho. Hugo entrou melhor que Leandro e Adílson parecia estar nervoso.

O juiz quis complicar a partida, distribuiu treze cartões amarelos durante a partida, sendo dois, ainda no primeiro tempo, para o zagueiro gremista Rodrigo o que implicou na expulsão.

O Grêmio superou a chuva, as suas dificuldades, a pressão do Fluminense e também o juiz, para conquistar uma vitória importante fora de casa. Jogamos em casa com a vantagem de ter feito três gols fora de casa, podendo assim perder por um gol de diferença.

Agora é hora de pensar na grande final do Gauchão, o Grêmio joga com vantagem mas o Inter não é bobo. O Grêmio tem OBRIGAÇÃO de vencer!

Não por que precisa do resultado positivo, mas sim para confirmar o bom futebol e a boa fase que nós tricolores estamos vivendo. Fluminense, Atlético-MG, Santos, isso fica para depois, primeiro temos que confirmar a superioridade no estado.

OBS: A notícia é que Fred foi operado na noite da quinta-feira e não jogará a partida da volta na quarta-feira, portanto, somente o retorno de Conca.

Saudações Tricolores

Pietro Perini

Grêmio sai com vantagem para segundo jogo das Quartas-de-Final

 Fonte: clicRBS

Dupla Grenal na 22ª rodada do Brasileirão

Inter e Grêmio voltam a campo hoje pela 3ª rodada do returno, ambos às 18:30. Enquanto o Inter encara o Goiás no Beira-rio, o Grêmio vai ao Rio de Janeiro enfrentar o Botafogo.
Apesar de jogar em casa, a missão do Internacional é complicadíssima. Joga com um time esfaçelado contra o bom time do Goiás, que vem completo. O ataque será um improviso, montado por Bolaños, que a rigor só fez uma boa partida, e Edu, que ainda não possui o condicionamento físico ideal e deverá ser substituído no decorrer do jogo. Some-se a isso o desfalque de Sorondo, substituído por Eller que reestréia e também está sem ritmo de jogo, e um Andrezinho descontado, escalado porque D’Alessandro continua suspenso, e a dificuldade está completa. Resta jogar na base da superação e contar com o apoio da torcida, pois a vitória em casa sobre um concorrente direto é fundamental.
Já o Grêmio em tese possui um jogo bem mais fácil, pois o Botafogo aspira apenas ficar na primeira divisão do campeonato. Porém, há a notória dificuldade do time gremista em jogos fora de casa, onde empatou duas e perdeu as demais. A cada jogo todos se perguntam se este quadro irá mudar. A chance é uma das melhores, devido a falta de qualidade e ao desespero do adversário. Mas não me arrisco a fazer um prognóstico positivo devido ao histórico tricolor.
O Futeblog disponibilizará em seguida os links para os jogos ao vivo pela Internet.

Dois jogos, duas derrotas

Rodada péssima para a dupla Grenal. O Grêmio seguiu sua rotina de derrotas longe de casa, enquanto o Inter mais uma vez teve sua vida complicada pelo Corinthians em casa, sofrendo a primeira derrota no campeonato em casa.

Na Vila Belmiro, Santos X Grêmio foi um jogo chato, de má qualidade, onde o zero a zero talvez fosse o placar mais justo. O time do Santos é comum e vem jogando muito pouco, mesmo em sua casa. O problema é que o Grêmio, apesar de estar bem na parte defensiva, no ataque dependia de Jonas e Perea. E a improdutividade gremista, especialmente no segundo tempo, acabou castigada num cruzamento perfeito de George Lucas e cabeçada certeira de Paulo Henrique Lima. Mais uma derrota fora de casa, e a zona de classificação para a Libertadores fica cada vez mais distante.

Já no Beira-rio, o Inter teve mais volume de jogo e chances de gol. Giuliano mais uma vez foi destaque no meio-de-campo, e Danilo Silva esteve bem pela direita. Porém, Alecsandro, que teve méritos no gol, mais de uma vez enrolou-se com a bola na área quando tinha chances claras de marcar. Marcelo Cordeiro, mal no apoio e entregando o segundo gol para o Corinthians, e Bolaños, pouco produtivo, foram os destaques negativos. E o maior destaque negativo foi a arbitragem, que validou dois gols em impedimento do Corinthians e sonegou um pênalti em Andrezinho. É verdade que erros de arbitragem ocorrem contra e a favor dos times, como em Inter e São Paulo, onde o Inter foi favorecido. O problema é que no caso do Corinthians o histórico a seu favor é longo, o que faz estranhar as coincidências.

Mas não há muito tempo para lamentar-se. O Grêmio tem a chance de recuperar-se em casa contra o Atlético-MG de Celso Roth. Já o Inter terá uma dura missão contra um dos concorrentes ao título, enfrentando o Palmeiras no Parque Antarctica.